Treinamento Zabbix 6.0 Corporate

40 horas
+ 10h de aulas adicionais

Online
Ao vivo + conteúdos offline

Certificado
Unirede

O que você vai ver no treinamento

Com a evolução natural para versão 6 do Zabbix, o treinamento “Zabbix Corporate” foi reescrito para atender com ainda mais excelência as demandas corporativas. Além das visões operacionais, ganham cada vez mais destaques as táticas e como divisor de águas, as visões estratégicas e de negócio, também mais aguçadas.

São tantas as novas funcionalidades, tantos os novos conceitos e melhorias, que o treinamento ganhou novos conteúdos, mais tempo e carga horária, sem prejuízo de tempo de estudos do aluno/profissional que busca essa capacitação tão importante. Continuamos a trazer para o “Zabbix Corporate” muito mais que o “core” do Zabbix, apresentando também aos nossos alunos, situações reais de mercado com aplicabilidades garantidas.

Tudo isso em aulas online, ao vivo, e em gravações extras com laboratórios de implementações práticas, como recursos adicionais

Próxima turma

17 de janeiro a 03 de fevereiro de 2022

Das 19 às 22hs, segunda à quinta.
Finalização dia 04 de Fevereiro, sexta-feira.

Mais detalhes sobre o treinamento

Pré-requisitos

Noções básicas de Linux, conceitos básicos de rede, serviços e protocolos

Cronograma

Tópico 0: Preparações e ajustes do laboratório

Nesta etapa, o aluno conhece a Unirede, a Zabbix SIA e um pouco da história do zabbix;

O aluno deve preparar seu laboratório com as VMs sugeridas e redes, garantindo a comunicação entre os serviços.

Haverá ajustes em sistemas operacionais, apresentação do laboratório, projeto de ensino, etc…

 

Tópico 1: Instalação do Zabbix (Multi-node)

Para além da instalação do zabbix, o aluno aprenderá a realizar uma instalação com diferentes instâncias de servidores, aprenderá a aplicar os conceitos de comunicação do frontend, database, zabbix server e zabbix web servisse.

Serão abordadas questões relacionadas à segurança da plataforma, em momentos oportunos.

 

Tópico 2: Iniciando o monitoramento

Após a instalação do Zabbix Server, haverá um “Quick Start”. É neste momento em que o aluno aprende os principais conceitos do Zabbix, adicionando hosts, hosts groups, criando Items e triggers iniciais, para compreensão do funcionamento básico da plataforma de monitoramento.

 

Tópico 3: Introdução às Triggers

No tópico anterior, o aluno terá criado algumas triggers no modelo Quick Start, porém, é necessário compreensão da estrutura lógica das críticas às métricas coletadas pelo Zabbix.

Neste tópico, serão aprofundados os conceitos de Triggers, a nova expressão de sua construção, os vários métodos de criação, testes e validação.

 

Tópico 4 e 5: Monitoramento por Zabbix Agent (Zabbix Agent2)

Apesar do antigo Zabbix Agent ainda ser utilizado, o treinamento dará foco ao Zabbix Agent2, com suas novas chaves de monitoramento, funcionalidades e comportamentos diferenciados.

Nos dois tópicos deste treinamento que são dedicados ao Zabbix Agent2, o aluno aprenderá a diferença entre o antigo e o novo, seus ganhos, sua performance, suas novas possibilidades, com laboratórios práticos de implementações.

 

Tópico 6: Criptografia

Seguindo o modelo “Security by Design”, este tópico aborda a criptografia de ponta a ponta na plataforma Zabbix. Inicialmente, serão criptografadas as comunicações do Zabbix Agent2 com o Zabbix Server e no furuto, Zabbix Server x Zabbix Proxy x Zabbix Agent2.

Haverá troubleshooting das comunicações e o aluno aprenderá gerar evidência dos ganhos e “perdas” de uma comunicação protegida, agregando valor ao projeto de monitoramento.

 

Tópicos 7 e 8: Métodos de coleta

Em 2 tópicos do treinamento, dedicamos tempo para compreender os vários outros métodos de coleta de métricas (dados) com o Zabbix, para além do Zabbix Agent(2). Monitoramentos intrusivos e não intrusivos, passivos e ativos, utilizando vários protocolos, tais como HTTP, UDP, TCP, ICMP, SSH, Telnet, IPMI, JMX, ODBC, etc… as infinitas possibilidades do Zabbix.

Vários laboratórios serão realizados para exemplificar os vários métodos de coleta de métricas.

 

Tópico 9: Especial sobre “preprocessing”

Coletar dados não é mais suficiente. É preciso coletar com “inteligência”, um mínimo de crítica.

O “preprocessing” traz um ganho à coleta de uma métrica de tal forma que, dentre outras possibilidades, evita que o banco de dados do Zabbix seja inundado de informações repetitivas e desinteressantes, ao mesmo tempo que transforma valores antes de serem gravados de fato e, dentre outras, permite que um Item não se torne “não suportado” caso a coleta venha a falhar, por qualquer motivo. É um mundo de possibilidades.

 

Tópico 10: Trabalhando com Web Scenarios

Aqui, iniciamos o monitoramento que traz uma das primeiras visões táticas de um cenário de TI. Ao monitora uma aplicação web com Zabbix, é possível obter mais que dados em formato “bit/byte”, é possível trazer para o monitoramento a perspectiva do cliente!

Imagine sua comunicação, tanto interna como externa, sendo exibida em um Dashboard, um mapa, com tempos de resposta e outras estatísticas importantes de períodos de interesse da empresa!

 

Tópico 11: Automação com Zabbix

Nos dias de hoje, não se trabalha com tecnologia da informação sem se falar em automação. Diminuir esforços é mandatório. O Zabbix possui ao menos 2 métodos fáceis de automatizar o monitoramento de hosts: “Network Discovery e Autoregistration”. Abordaremos ambos métodos, suas facilidades, limitações, ganhos e demais expectativas.

 

Tópico 12: Trabalhando com “Actions”

Monitorar é importante. Ter a visão do ambiente é ainda mais. No entanto, não basta ser reativo, é preciso ser proativo.

Trabalhar com Actions no Zabbix permite que o administrador não apenas detecte problemas e os exiba na tela, permite que ele possa de fato gerar integrações e tomar ações à respeito do evento gerado: Enviar mensagens, abrir tickets em plataformas específicas, enviar comandos remotos para recuperar um possível problema, etc…

 

Tópico 13: Trabalhando com “Services”

Desde o início do Zabbix, em suas primeiras versões, já havia a mentalidade de que o operacional era importante, mas que as visões de serviços e negócios eram ainda mais. Afinal, não se monitora apenas para se ter a visão “bit/byte”, gerar gráficos! O importante, ao final, é gerar a visão dos serviços que estão sendo ofertados pela equipe de TI e demais áreas…

A versão 6.0 do Zabbix traz um novo conceito de monitoramento de Serviços, com adição de Tagging e cálculos mais avançados para as árvores de SLA, incluindo, ações a serem tomadas a níveis de serviços (Actions based on Services).

 

Tópico 14: Usuários, Permissões e User Roles

Para se trabalhar com o Zabbix, há permissões a serem aplicadas aos usuários. Antes, as permissões eram baseadas em grupos de usuários e grupos de hosts. Com a nova versão, é introduzido o conceito de “User Role”, ou papéis dos usuários (e responsabilidades). É possível tornar a permissão granular, criar perfis de usuários e customizá-los!

 

Tópico 15: Monitoramento de logs

Os eventos de sistemas podem dizer muito sobre o comportamento do ambiente. Nesse sentido, o Zabbix traz o “Monitoramento de Logs”. Trabalhar com logs no Zabbix não quer dizer transformá-lo em um “Log Server”, mas fazer algo inteligente para extrair de um registro de eventos, informações realmente úteis, gerar eventos, notificações, etc…

Neste tópico, o monitoramento de logs será abordado de forma avançada para que o aluno possa extrair as mais variadas informações desse tipo de registro.

 

Tópico 16: Monitoramento de Banco de Dados e Certificado Digital

Há tempos o Zabbix trabalha com o recurso ODBC para monitoramento de bancos de dados. Abordaremos este tema e em comparativo, usaremos o Zabbix Agent2 para realizar tal monitoramento, com plugins nativos, sem a necessidade do uso de drivers.

Na mesma temática, trabalharemos o Zabbix Agent2 + “preprocessing” para monitorar certificados digitais de web sites, um novo recurso para o Zabbix.

 

Tópico 17: Períodos de Manutenção

Há momentos em que um grupo de ativos (hosts) deve passar por uma manutenção sistêmica ou outra, impossibilitando, algumas vezes, a coleta de dados e até sua operação normal. Nesses casos, para evitar que problemas sejam gerados, o Zabbix permite a configuração dos “períodos de manutenção”, para que não haja no ambiente falsos-positivos, geração de eventos desnecessários, notificações indevidas, perda de SLA, etc…

Abordaremos a construção dos períodos de manutenção, bem como seu reflexo em ações, eventos, SLA.

 

Tópico 18: H.A. Cluster, Disaster & Recovery

Há muito esperado, o Zabbix 6.0 traz uma solução nativa de Alta Disponibilidade (H.A. Cluster). Abordaremos um ambiente com 2 ou mais cluster, com troubleshooting do monitoramento e entrega de dados!

 

Tópico 19: Zabbix Proxy: instalação e monitoramento da saúde do serviço

Monitorar ambientes remotos e em clientes específicos não é mais um problema. O Zabbix Proxy é a solução isso. Além, com este recurso, é possível tornar a solução de monitoramento “escalável”, pois não há limites para adição de Proxies.

Cuidar da saúde do Zabbix e Zabbix Proxy, é primordial para um ambiente de monitoramento e observalidade confiável.

 

Tópico 20: Considerações de Performance

Uma das preocupações dos administradores Zabbix, é que o ambiente cresça de forma desgovernada. Quando não há um projeto de monitoramento devidamente construído, a queda de performance muitas vezes é inevitável. Nesse sentido, este tópico aborda considerações sobre tunning de todos os recursos utilizados pela solução, com dicas e abordagens por ambiente e tecnologia.

 

Tópicos extras:

– Autenticação no Zabbix

Serão abordados os vários métodos de autenticação na ferramenta, incluindo as melhorias da versão 6.0 quanto aos requisitos de segurança;

– Mídias no Zabbix

Serão abordados os vários modelos de mídias no Zabbix, além das mais tradicionais com e-mail e SMS, as novas baseadas em webhooks e integrações;

– CLI – Command Line Interface

Como os utilitários de linha de comando podem ajudar na tarefa de monitoramento?

Aqui, abordaremos zabbix_get, zabbix_sender (zabbix trapper), zabbix_agent2 -t (teste), zabbix_server -R (alteração de configuração em tempo de execução), dentre outros;

– Scripts de Frontend

Como facilitar a vida do administrador Zabbix e demais usuários, cadastrando scripts para execução via frontend do Zabbix? Abordaremos este tema libertador para usuários sem afinidade com a linha de comando, ou simplesmente para facilitar a administração dos ambientes;

– Zabbix Java Gateway

O “mundo java”, bem, é um outro mundo. O Zabbix possui recursos nativos para monitorar hosts via protocolo JMX. Trabalharemos nessa abordagem;

– Inventário

A possibilidade de coletar uma métrica e alimentar automaticamente um campo de inventário de um host é algo que poucos conhecem. Além disso, com a versão 6.0, novos campos de inventário foram criados e por exemplo, possibilita a visualização de hosts com recursos de Geomaps;

– Visualização de Dados

O Geomap é um grande recurso da versão 6.0, porém, não é o único método de visualização avançada de dados no Zabbix. Tudo o que é coletado, construído, alertado, notificado, resolvido, pode ser visualizado de várias formas no Zabbix. Abordaremos como isso pode ser feito;

– Templates e Macros

O Zabbix traz de forma nativa muitos templates que já podem ser utilizados desde a instalação da ferramenta, para monitoramento de hosts. Mas quando não há um template pronto, é possível cria-lo. Saber criar, alterar, vincular e desvincular templates é fundamental.

Ainda nessa abordagem, trabalharemos o conceito de Macros no Zabbix, seu manuseio e funcionalidades de segurança da versão 6.0;

– Relatórios

O Zabbix tem relatórios nativos. Apesar de ser comum haver integrações com ferramentas de terceiros para a produção de visões específicas, existe este recurso nativo. Com a nova versão e a adição do Zabbix Web Service, o Zabbix é capaz de gerar relatórios e programar seus envios aos usuários. Trabalharemos o novo recurso “Scheduled Reports”;

– Event Correlation

Muitos são os eventos e problemas gerados em um ambiente de TIC. O Zabbix nos faz perceber isso de forma clara, quando devidamente configurado. O que talvez não seja claro para alguns administradores de serviços de redes e aplicações, é que os eventos podem estar relacionados. O Zabbix traz nativamente o recurso que nos permite fazer a correlação dos eventos;

– LLD – Low Level Discovery

Uma das formas de automatizar a criação de Items, Triggers, Gráficos, é trabalhar com as LLDs, as famosas Descobertas de Baixo Nível do Zabbix. Elas nos permitem descobrir recursos em hosts e monitorá-los automaticamente, com um mínimo (ou nenhum) esforço;

– Zabbix sobre PostgreSQL

Um dos 3 bancos de dados suportados oficialmente pelo Zabbix (além do Oracle e MySQL), o PostgreSQL é uma boa pedida para aqueles que querem ser aproximar cada vez mais de recursos robustos de banco de dados para esta solução. Abordaremos o PostgreSQL e o recurso nativo TimescaleDB, que permite o particionamento do banco de dados de forma nativa para o Zabbix;

– Prova de conhecimento

O treinamento é importante. Para coroá-lo, uma pequena prova de conhecimento será realizada ao final.

Sobre o Instrutor

Para competir pelo melhor lugar no mundo corporativo, você precisa de capacitação de qualidade. A equipe Unirede Treinamentos é composta por instrutores certificados e especializados em Zabbix, LGPD, Exin, Kace entre outras tecnologias para fornecer o melhor treinamento do mercado. Conheça nossos instrutores, acesse o Linkedin:

Paulo Deolindo: https://bit.ly/3bHo8n3
Vih Murmann: https://bit.ly/30DuSfw
Hernandes Martins: https://bit.ly/2Nj5XLi
Fábio Melo: https://bit.ly/3viVJeX
Katia Dias: https://bit.ly/3rPXPkt

× Fale conosco